domingo, 25 de Setembro de 2011

Imagens da simulação da atividade explosiva

Simulação da atividade explosiva


Material:
- Maquete de um cone vulcânico com observação do seu interior
- 75 g de dicromato de amónia
-  15 cm de fita de magnésio
- 1 pacote de açúcar (8/9 g) (opção)
- cerca de 6 cabeças de fósforo


Procedimento Experimental:
1. Coloca no copo o dicromato de amónia, o enxofre (opcional), o açúcar e as cabeças de fósforo e
mistura-os;
2. Corta a fita de magnésio com a tesoura e junta-o à mistura anterior;
3. Lança um fósforo aceso para o interior do copo;
4. Observa a erupção e descreve-a.

Imagens da simulação da atividade efusiva

Simulação de atividade efusiva

Simulação de uma Erupção Vulcânica
OBJECTIVO:
Simular um tipo de Erupção Vulcânica Efusiva.

MATERIAL NECESSÁRIO:
→ massa de moldar ou barro
→ três colheres de café de bicarbonato de sódio
→ corante alimentar vermelho (ou pimentão)
→1/2 copo vinagre
→ detergente da loiça (2ou3 gotas)
→1/2 copo de água
→1 gobelé
→1 vareta de vidro
→1 prato de plástico
→1 frasco se vidro /copo de iogurte
→ papel de limpeza

PROCEDIMENTO:
1 – Coloca um frasco em cima de um prato e faz as paredes do vulcão moldando a plasticina.
2 – Coloca três colheres de café de bicarbonato de sódio no frasco de vidro.
3 – Ao gobelé com 1/2 copo de vinagre, junta duas gotas de corante alimentar vermelho, 1/2 copo de água e duas gotas de detergente da loiça.
4 – Com a ajuda da vareta de vidro, mexe suavemente a mistura realizada no ponto anterior.
5 – Verte a mistura de (vinagre, corante alimentar e detergente) no frasco de vidro, onde já está o bicarbonato de sódio.
6 – Observa e regista os resultados.

Atividade vulcânica


De acordo com as características (teor em sílica, ferro, magnésio e água, viscosidade, fluidez, temperatura) dos magmas, de uma forma geral, podemos considerar três tipos de atividade vulcânica (efusões lávicas):

1) efusiva, caracterizada pela emissão lenta de lavas, em forma de escoadas, como se de "rios de lavas" se tratasse; os vulcões com actividade efusiva são alimentados por magmas básicos e fluidos.
 2) explosiva, caracterizada pela projecção de consideráveis massas de materiais sólidos e por uma violenta libertação de gases; os magmas são, neste caso, ácidos e viscosos, os quais originam lavas que raramente formam escoadas, mas antes originam agulhas e cúpulas.
3) mista, caracterizada pela alternância de explosões violentas e emissão lenta de lavas.

Modelos do interior da Terra

Trabalhos realizados pelas formandas, em plasticina.

Estrutura interna da Terra


A Terra é um planeta dinâmico. Os vulcões e os sismos são manifestações violentas e perceptíveis dos processos que ocorrem no interior do nosso planeta. Mas como será, exactamente, a estrutura interna da Terra?
            Desde a Antiguidade que o Homem tenta conhecer o interior do nosso planeta.
            Para o estudo da estrutura interna da Terra, os investigadores recorrem a métodos directos e a métodos indirectos. Os métodos directos  -  fornecem dados a partir da observação directa das rochas e dos fenómenos geológicos. Estes métodos incluem o estudo das rochas provenientes dos afloramentos, das sondagens e das minas e o estudo dos materiais expelidos pelos vulcões. Actualmente o estudo directo da estrutura interna da Terra está limitado a uma fina película à superfície.
            No estado actual do conhecimento científico e tecnológico, as informações que mais contribuem para o estudo das zonas profundas da Terra são provenientes dos métodos indirectos. Estes métodos incluem o estudo dos meteoritos e do comportamento das ondas sísmicas. 

Estrutura Interna da Terra - Modelos Propostos

Através do estudo dos dados obtidos pelos métodos directos e indirectos, os cientistas elaboraram dois modelos da estrutura interna da Terra.